Politeensando por Enrique Dias 02

Brasil, O País do futuro. Será!?

 

       Independentemente de sua idade, quantas vezes você já ouviu essa frase? "O Brasil é o país do futuro". Para as pessoas que já chegaram a faixa dos 90 anos eles já a ouviram desde os tempos do Estado Novo de Getúlio Vargas. Para os que estão na faixa dos 80 anos, começaram  a ouvi-la com o reformador Dutra, Aqueles que estão por volta dos 70 anos, a escutam desde o tempo do modernista Juscelino.Para a geração que atravessou os anos 60 e 70, Hoje por volta dos 50 anos deve lembrar-se das propagandas dos militares revolucionários. Agora, para quem está na faixa dos 30 anos para baixo, está ouvindo os arautos da futurologia  desde os tempos de Sarney, passando por  FHC e as promessas progressistas do PT e Cia.

Até quando o povo brasileiro ouvirá passivamente seus governantes propagarem que o Brasil é o país do futuro? Será que eles se referem ao seu próprio futuro ou aos dos seus? Se fizermos uma análise da real situação em que se encontra o Brasil, e nos projetarmos  para o ano 2068, ou seja, daqui 50 anos, da para se imaginar como estarão a população e as nossas instituições. Não tenho a pretensão de ser um cientista social, mas observando ao meu redor, venho constatando diariamente que nossos jovens estão cada vez mais desinformados e sem a menor formação político-social que as vezes, quando existe está deformada. Apesar de que existam opiniões em contrário a esta. Não me baseio em nenhuma pesquisa de IBOPE, DATAFOLHA, etc, me baseio no convívio que travo todos os dias com estudantes, profissionais liberais e trabalhadores dos mais variados setores. É assustador o quadro que se pinta nesta análise, pois com a decadência das instituições de ensino em todos os níveis, que ocorreu nestas últimas três décadas, formou-se um verdadeiro exército de alienados. Assim sendo, temos hoje em dia uma participação inócua da juventude no contexto político-social, levado-a a desvios de comportamentos culturais e educacionais. Esta grande massa populacional vem objetivando prioritariamente  o consumismo, os modismos e os desvios comportamentais, tais como drogas, promiscuidade, libertinagem,violência, desagregação familiar e ausência de religiosidade.

 Com os atuais programas governamentais, fragilizados pela corrupção instituída e pela política de ocasião, nunca se consegue suprir as necessidades sociais, pois sempre estamos correndo atrás de um déficit, seja ele habitacional, de saúde, econômico ou educacional. O que podemos prever para os próximos 50 anos, é um país que terá aumentada a miserabilidade de seu povo, a desigualdade social, a morte lenta dos famélicos. Enquanto isso na outra ponta da pirâmide, que é a mais estreita, onde apenas uma pequena parcela da população continuará  a fazer o aboio da grande massa. Este não é um discurso ideológico esquerdista pois não me refiro a uma elite burguesa dominante e opressora, me refiro a uma elite que se apega ao poder. Esse poder está caracterizado nos milhares de cargos de Vereadores, Deputados, Senadores, Governadores e Presidentes. Esse poder também se encontra nos mais de 17 mil sindicatos (90% de todos os sindicatos existentes no mundo), nas associações de bairro, nas ordens dos profissionais liberais, e até mesmo no controle das milhares de ONG´s criadas para atender a interesses escuso.

 Hoje estou começando um novo caminho e acho que já demorei muito para iniciá-lo, mas chega de procrastinação. Precisamos intervir urgentemente neste processo, no qual estamos todos envolvidos. Você que é chefe de família, reavalie os conceitos e os métodos aos quais você vem seguindo e veja se você está no caminho certo. Faça valer os seus direitos, mas também procure cumprir seus deveres de cidadão. Não fique apenas observando e criticando, pois enquanto você está  assistindo ao Jornal Nacional e a novela das nove, tem muita gente se empenhando em dar continuidade a este processo onde o futuro, só será futuro mesmo, para o bem de poucos.

 

 Se você está achando que eu estou sendo pessimista ou derrotista, faça um teste: “Copie esse texto e volte a ler dentro de cinco anos”. Você verá se ele estará atualizado ou não.

 

Enrique Dias
Escritor e Palestrante

 

Leia Também:

1º, 2º ou 3º por Enrique Dias
O País das Hienas por Enrique Dias

 

Facebook: www.facebook.com/enrique.dias.58